Economia

Empresa e fundação querem desenvolver colírio à base de cannabis para tratar glaucoma

Cannabis medicinal consegue reduzir a pressão intraocular, as dores intensas nos olhos e a vermelhidão causadas pela doença, informa a empresa

Publicada em 22/04/22 às 06:06h - 59 visualizações

por Epoca Negocios


Compartilhe
Compartilhar a notícia Empresa e fundação querem desenvolver colírio à base de cannabis para tratar glaucoma  Compartilhar a notícia Empresa e fundação querem desenvolver colírio à base de cannabis para tratar glaucoma  Compartilhar a notícia Empresa e fundação querem desenvolver colírio à base de cannabis para tratar glaucoma

Link da Notícia:

Empresa e fundação querem desenvolver colírio à base de cannabis para tratar glaucoma
Ease Kabs e Fundação Ezequiel Dias vão desenvolver um colírio à base de canabinoides com potencial para tratar o glaucoma.  (Foto: (Foto: Reprodução/Twitter))
Uma parceria entre a Ease Labs, indústria farmacêutica especializada em cannabis, e a Fundação Ezequiel Dias (Funed) – instituição pública de Minas Gerais – busca desenvolver um colírio à base de canabinoides com potencial para tratar o glaucoma.

Segundo os estudos, a cannabis medicinal consegue reduzir a pressão intraocular, as dores intensas nos olhos e a vermelhidão causadas pela doença, que eleva a pressão dos olhos e compromete a visão.

O glaucoma é a segunda maior causa de cegueira no mundo, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). No Brasil, cerca de 2% da população é portadora da doença que, por ser crônica, não tem cura, mas pode ser controlada por meio de tratamento.

Pelo acordo firmado, a Ease Labs contribuirá com a disponibilização dos insumos ativos para a pesquisa, além de conhecimentos técnicos relacionados à cannabis e às metodologias analíticas para viabilização do desenvolvimento do produto.

“Acumulamos um conhecimento técnico único nos últimos anos em relação à produção e ao desenvolvimento farmacêutico de medicamentos à base de cannabis medicinais e outras fontes naturais e estamos muito satisfeitos em compartilhar esse conhecimento com uma instituição pública de renome como a Funed”, afirmou o CEO da Ease Labs, Gustavo de Lima Palhares.

Segundo a diretora de Pesquisa e Desenvolvimento da Funed e coordenadora do acordo, Sílvia Ligório Fialho, o glaucoma é uma neuropatia que afeta mais de 60 milhões de pessoas no mundo e, por mais que existam diferentes tratamentos, a maioria causa efeitos adversos, possui alto custo e precisa de uso contínuo.


“Há uma busca por tratamentos com menos efeitos colaterais e que tenham maior adesão dos pacientes. Sabemos que já existem alguns trabalhos sendo desenvolvidos com derivados da cannabis para tratar o glaucoma e, por isso, temos boas expectativas no sucesso da parceria”, disse.

O grupo de pesquisa coordenado por Silvia Fialho atua há mais de 15 anos no desenvolvimento de produtos para uso em oftalmologia e será responsável pelo preparo da formulação farmacêutica e avaliação pré-clínica do medicamento.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 84998797676

Visitas: 112922
Usuários Online: 9
Copyright (c) 2022 - Rádio Brasil Cannabis - O IBCA está enquadrada no âmbito das políticas e práticas de Redução de Danos e dentro do direito fundamental e preceito constitucional da liberdade de expressão