noticias Seja bem vindo ao nosso site Rádio Brasil Cannabis!

Economia

Próximo investimento: bebidas de cannabis

Publicada em 12/10/21 às 13:36h - 246 visualizações

Instituto Brasil Cannabis


Compartilhe
Compartilhar a noticia Próximo investimento: bebidas de cannabis  Compartilhar a noticia Próximo investimento: bebidas de cannabis  Compartilhar a noticia Próximo investimento: bebidas de cannabis

Link da Notícia:

Próximo investimento: bebidas de cannabis
 (Foto: Instituto Brasil Cannabis)

Ao mencionar a palavra “cannabis”, você pode pensar em uma grande variedade de produtos, desde linhas de cuidados pessoais e medicamentos em muitas apresentações, até materiais de construção e têxteis; no entanto, é raro pensarmos em beber a planta de cannabis, porque os compostos químicos da cannabis são lipossolúveis, ou seja, não é fácil misturá-los em solução aquosa, por isso as primeiras bebidas de cannabis comercializadas tinham uma consistência desagradável e doses instáveis de canabinóides, sugerindo que as bebidas não seriam um produto viável para esta indústria.

 No entanto, a tecnologia avançou para permitir o desenvolvimento de líquidos de cannabis mais estáveis e saborosos, e isso, graças às leis gradualmente permissivas em vários países e estados as bebidas de cannabis foram se posicionando como uma nova tendência dentro da indústria, e um mercado promissor para grandes empresas..

Por que as bebidas de cannabis são atraentes para os consumidores?

A resposta é simples: este é o produto pelo qual muitos estavam esperando. Pessoas que desejam consumir cannabis, mas se recusam a consumir a flor por inalação (fumada ou vaporizada), encontram uma solução perfeita em bebidas com infusão de cannabis. Essas bebidas (alcoólicas ou sem álcool) contêm doses bem menores do que as encontradas na maioria dos comestíveis, geralmente, o efeito após a ingestão da bebida aparece entre 5 a 30 minutos, e é menos intenso. Essas características podem trazer muitos benefícios não só para os usuários de medicamentos, mas também para aqueles que fazem uso recreativo, visto que preferem essa opção a bebidas alcoólicas, pois é mais segura e "socialmente aceitável" como vários já descreveram.

Números de interesse para muitos investidores

De acordo com um relatório da Coherent Market Insights, o mercado global de bebidas de cannabis foi avaliado em US $ 205 milhões em 2018, e uma taxa de crescimento de aproximadamente 38,3% está projetada para atingir valores de US $ 2.743,7 milhões até o final de 2027.

Por outro lado, um relatório da Facts & Factors apontou que o mercado de bebidas com infusão de CBD estava cotado especificamente em US $ 3,4 bilhões em 2020 e uma taxa de crescimento de 27,5% é projetada para chegar a US $ 14 bilhões em 2026.

 Vale ressaltar que cada relatório publicado leva em consideração diferentes segmentos de mercado, como o composto utilizado (CBD, THC, ou ambos), a região e o tipo de bebida (cerveja, vinho, café, chá, refrigerante), portanto, embora os números sejam diferentes, a valiosa análise por trás desses relatórios indica um futuro brilhante para as bebidas de cannabis.

Colaborações importantes

Um fator que impulsionou este negócio a  outro nível é a participação das principais empresas de cannabis, uma vez que muitas empresas dessa industria criaram alianças para a produção deste tipo de bebidas com marcas importantes em nível global como Cronos Group, GW Pharmaceuticals, CannTrust Holdings, Tilray , General Cannabis Corporation, entre outras empresas listadas no mercado público e incluídas na lista de investimentos de longo prazo de muitos investidores.

Fonte: CANNABIS WORLD JOURNALS | EDIÇÃO NO. 7 | 26 Data: 12/10/2021.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 84998797676

Visitas: 1154144
Usuários Online: 2
Copyright (c) 2024 - Rádio Brasil Cannabis - O IBCA está enquadrada no âmbito das políticas e práticas de Redução de Danos e dentro do direito fundamental e preceito constitucional da liberdade de expressão
Converse conosco pelo Whatsapp!